sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Considerações sobre 2015


E então é dia primeiro de janeiro de 2016. Mais um ano se passou e tudo que consigo pensar é “obrigada”. Agradeço por ter conseguido passar por tudo que enfrentei. Não me entenda mal, 2015 foi maravilhoso para mim, mas talvez tenha o sido o ano em que eu mais afundei...

Não preciso e nem quero relembrar e contar a vocês o que passei, porque acredito que quanto mais a gente remói e traz essas memórias para o presente, mais a energia negativa delas nos corrói. Vamos apenas dizer que esse, que para mim foi o fundo do poço, só me trouxe coisas boas! Não estou louca, é a maior verdade! Depois que passei por toda a tristeza e decidi que finalmente era hora de dar a volta por cima, que volta eu dei, viu... Provei a todo mundo que eu sou forte e posso ser mais do que imagino, cada dia mais.

Agradeço por ter chorado vários dias consecutivamente; isso me fez ter a noção real de que a cada dia você chora um pouco menos até que o choro se vai. Pode confiar, isso é muito verdade! Agradeço por ter acordado um dia e pensado que eu estava vestida com uma roupa muito feia, mas que sairia assim mesmo, afinal, não ia acontecer nada de mais, eu só iria pagar umas contas e, quando cheguei em casa, tive uma das maiores surpresas do meu ano.

Digo obrigada também para todos aqueles que viveram junto de mim o meu sonho de fazer intercâmbio. Não existiam melhores pessoas para viver a viagem comigo. Não poderia ser outro grupo de adolescentes, outros guias e professores. Vocês foram responsáveis por 80% da alegria que senti viajando, obrigada por me abraçarem toda vez que eu me emocionei nos lugares que sempre sonhei em conhecer e também no momento da despedida.

Não posso deixar de registrar minha alegria por ainda manter meus melhores amigos do tempo do colégio, que existem no meu coração há uns nove ou dez anos. Vocês sabem o quanto me ajudaram esse ano. Obrigada por me ligarem quando têm problemas e obrigada por me atender quando as confusões são minhas.

Sou grata por minha família. Há algum tempo cheguei a pensar que talvez eu tivesse nascido na família errada, que não nos entenderíamos nunca, mas ambos sabemos que somos perfeitos uns para os outros! Por mais que a dificuldade as vezes reine e que as divergências se sobressaiam, vocês são as pessoas mais importantes da minha vida e quero que sempre se lembrem disso. Sabemos que nem todos vão lembrar por motivos maiores, mas por isso faço questão de sempre demonstrar duas, três, vinte vezes se forem necessárias.

Obrigada aos meus bichinhos de estimação. Minhas cadelinhas que têm um sensor que as avisa que preciso de companhia e que insistem em explorar meu quarto à minha procura mesmo sabendo que só chego nos finais de semana. Aos passarinhos agradeço por eles não gostarem de mim e me fazerem sorrir toda vez que enfio o dedo na gaiola e eles tentam me atacar.

Sou muito feliz também por meus amigos “virtuais”. Vocês sabem que posso ser a pessoa que manda áudios mais no sense e desafinados do mundo, mas obrigada por ouvi-los com atenção e inclusive entrar nas brincadeiras comigo. Obrigada também aos meus amigos dos projetos (fã clube, CAE e clube de leitura) que entrei esse ano. Desabafar, rir com vocês e nutrir piadas internas que só nós entendemos é uma das maravilhas do mundo!

Agradeço a oportunidade de ter tido alunos incríveis esse ano e também uma equipe de trabalho maravilhosa. Não sei o que seria de mim se eu não tivesse vocês para passar a tarde e me fazer sorrir ao lembrar de alguma palhaçada feita em sala. Sou encantada com crianças e meu ano foi muito melhor ao lado delas. Quanto aos colegas de trabalho, vocês são os melhores profissionais e sabem disso, continuem assim e que ainda mais risadas sejam possíveis em 2016.

Aos amigos da faculdade digo obrigada por não me olharem feio enquanto morro de rir no corredor ou quando falo demais nas aulas. Obrigada também por sempre serem tão fofos e gentis, desconfio que seja por isso que todo mundo ama os campus de Humanas, principalmente nosso tão lindo “dombos”. Obrigada às melhores amigas da história da Letras, por me fazerem rir descontroladamente, por sempre fazerem os trabalhos comigo e por ter pensamentos doidos e raivosos como os meus, vocês são demais!

Obrigada por eu ter tido uma situação financeira confortável e não deixar de comer nada que eu quisesse. Obrigada também por ter sobrado uns trocadinhos e eu ter podido ajudar aqueles que precisavam. Obrigada pela comidinha gostosa que tive todos os dias na pensão em que eu morava e obrigada também por eu estar tendo a chance de realizar o sonho de morar com minhas amigas agora.

Sou grata por ter cobertores e roupas quentinhas, mas também sou grata pela sensação gostosa de tirá-las no calor. Obrigada por eu ter uma casa, meus livros, internet, água. Sei como é difícil não ter itens básicos como esses, já sofri na pele enquanto trabalhei em locais inacessíveis.

Finalmente, obrigada por eu estar viva, por eu poder sentir o vento no rosto, por eu poder sorrir todos os dias e agradecer por tudo o que já citei. Obrigada por ter pessoas comigo nessa caminhada e também por me permitir vive-la intensamente apesar do que dizem. Agradeço também aos filmes e seriados que comecei e não terminei; foram vocês que me fizeram dormir por muitos e muitos dias difíceis. Obrigada às minhas bandas favoritas e aos meus musicais que não me deixaram desanimar. Só colocar vocês bem alto no fone de ouvido que todo o mundo muda para melhor. Obrigada. Digo obrigada a Deus, que é em quem mais confio esse texto e esses sentimentos, Aquele que nunca me deixou desistir e jogar tudo pro alto. Obrigada por sempre acreditar em mim.

É, não foi um ano fácil para o mundo e também não foi para mim. Não tenho absolutamente nada do que reclamar, mas também não posso ser hipócrita e dizer que foi “tudo bem”. Perdi pessoas que não imaginaria que eu deixaria para trás, ouvi coisas de outras que eu gostaria de poder apagar, perdoei e fui novamente magoada, pessoas foram embora sem nem dizer adeus... mas a vida é assim, sabem? Machuca de um lado, mas nada se compara a felicidade que vem do outro! Fiz amigos, viajei para o lugar dos meus sonhos, chorei muito de emoção, cantei alto e sem vergonha, dancei, redescobri o amor próprio e o amor aos outros, melhorei meu relacionamento com pessoas imprescindíveis para mim, aprendi a ter fé na humanidade apesar de tudo, aprendi a saber esperar o tempo do destino, ganhei leitores, ganhei paz e felicidade, enfim!

A maior lição que aprendi esse ano e com a qual termino esse texto é a de que tudo passa... pode parecer ridículo por ser algo que todo mundo diz, mas só esse ano, só depois de muito “pelejar” é que isso finalmente entrou na minha cabeça e no meu coração. Toda dor vai ter um final, assim como toda alegria, portanto, nada como viver um dia após o outro, com a esperança de que dias melhores virão e que a felicidade que passar não é nada comparada a que está por vir.

Obrigada, 2015. E vem com tudo, 2016!


Vi. <3

8 comentários:

  1. Vi, dizer o quê do coração de uma pessoa, sempre será uma incógnita, assim como é a graça da vida que nos é dada, um mistério divino. ELE é muito justo, não faz nada que não nos deixa fracos, sempre será uma oportunidade de aprendizado. De todas as formas de crescimento, eu entendo, que a pior, pelo menos para mim, a que envolve o ser humano é a mais forte, ao longo dos anos vimos seu crescimento físico, mental, e por que não dizer, como pessoa, algumas pessoas entram na vida da gente, ou situações adversas ao nosso domínio, para termos a capacidade testada por ELE como crescimento, desafios afins, as pessoas como de alguma forma querem algo da gente, por amor, por interesse material ou simplesmente passar um tempo ocioso, alguns são sérios, eu particularmente experimentei isso, fui forte e sério o suficiente para amadurecer nas minhas oportunidades e escolhas dadas e feitas. Sabemos que as pessoas muitas das vezes, não agem por maldade, por ignorância ou mesmo por criação da família, o mundo influência muito , se a base não for sólida, um dia afeta a construção, decepções teremos sempre, é uma forma de teste, ELE sabe o que faz, muita das vezes abrimos os olhos rapidamente, outras não, a família ajuda como base, mas o coração novamente dita muita das vezes o caminho, nos engana caprichosamente, é o teste novamente do mistério versus sentimento, qual irá vencer e ser o mais forte? É preciso arriscar para saber, a vida é isso, alegria por vezes de quem não se espera nada, ou decepção dos que disseram juras afins, fazer o quê? Não somos os únicos, os primeiros, e não seremos os últimos, mas, uma coisa é certa, viva e aprenda sempre, seja você e não o que as pessoas querem que você seja, sua personalidade é forte, isso assusta os fracos, seu coração é doce, nem todo o tesouro é de fácil descoberta, nem todo joalheiro consegue mostrar ou fazer valorizar um diamante bruto, siga e viva, ELE faz o tempo, mas, siga, se Deus quiser, nada impede. Lembre-se, o sândalo sempre perfuma o machado que o feriu, te AMAMOS. Si Deum voluerit, nihil prohibet . Geraldo M. Brasil

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Vi *-*
    2016 já começou maravilhoso, com um texto desses... <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Mi!

      Estou esperando o retorno do Things! <3

      Excluir
  3. Meu deus, que texto mais lindo!! É isso aí mesmo! Temos que agradecer, não importa o tamanho das dificuldades, sempre acontece coisa boa também! Que 2016 seja um ano de muitas conquistas para você!
    Um grande beijo!!
    http://virtualcheckin.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lívia!! Que seja um ano doce para todos nós!! Muito sucesso pra você também!
      Beijos!! ^_^

      Excluir
  4. Virgericódiaaa q texto top! Virgínia vc inspira sucesso! Aprendi com vc que ser nós mesmos de verdade é o que nos faz feliz (mesmo q isso seja difícil) a piada pode ser péssima e idiota mas se vc acha graça vc ri! Sem medo de ser feliz! Ainda vou ler seus livros e vou no seu casamento! Feliz ano novo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieeee, e olha que de piada sem graça entendo!! HAHAHA! Ainda vai no meu casamento com certeza, pode esperar, hahaha! Beijoooos! <3

      Excluir

Deixe aqui seu recadinho!