sexta-feira, 29 de maio de 2015

TAG: Cabine


Oooolá pessoal! Quem me segue lá no canal do YouTube viu que eu postei um vídeo na sexta passada, mas as coisas estão complicadas por aqui. A minha Universidade está encerrando o semestre antes da hora para que nós não tenhamos problemas caso a greve chegue até aqui, então já viu, né?! Milhõoooooes de coisas para fazer! Estou tentando colocar ordem aqui, mas não posso garantir nada, prometo que retribuirei tudo quando as coisas se acalmarem, hehehe! =P

Eu e a pequenina Mila, do Things of Mila, criamos uma TAG para o Cabine Literária antes que eles reformulassem o canal e virasse o que são hoje. Eu, particularmente, não gostei deste novo modelo de vídeos... até tentei me adaptar, mas acabei por ficar me sentindo estranha sobre as publicações e decidi me desinscrever do canal. Sei lá, os acompanhava justamente pelas resenhas, lançamentos e TAG's divertidas, mas eles não fazem mais isso, então não tenho porque ficar se não me identifico mais.

Gravei essa TAG agora para que eu me lembre sempre de como o Cabine era antes de reformularem, e caso você também queira gravar, deixarei as perguntas aqui embaixo do vídeo. Vamos assistir?! *--*


1- Danilo Leonardi: O livro mais sério da sua coleção;
2- Gabriel: O livro com a capa mais diva da sua estante;
3- Lúcia: O livro mais Disney/fofinho que você já leu;
4- Guto: O livro mais novinho da sua coleção;
5- César: Um livro que você gostaria que virasse um musical;
6- Taty: O livro que você mais traz para a realidade;
7- Danillo Josué: Um livro que você leu quando criança e ama até hoje;
8- Dani Noce: Um livro que se passa em um local que você gostaria de experimentar a culinária;
9- Simba: Um livro pequeno, porém muito fofo;
10- Estante do Dan: Um livro da estante do Danilo que você deseja.

That's all folks! *--* Espero de coração que tenham gostado! 

Um beijo,
Vi. <3

2 comentários:

  1. Boa tarde turma, este Holocausto Brasileiro é muito bom, uma parte da história que poucos de nós temos a oportunidade de saber, ele é muito "chocante", uma realidade que poucos conhecem, como uma boa ideia se transformou após os administradores perderem o controle total, qualquer sintoma já era para se internar uma pessoa seja ela pequena ou com idade mais avençada, uma timidez e solidão de uma garoto foi motivo para internação do mesmo, foi nesta época que se inventou e disseminou o termo "trem de doido" muito usado aqui em Minas, excelente escolha.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recadinho!